Todos do sistema são corruptos?

imageA palavra corrupção está sendo muito utilizada neste momento que o Brasil passa, embora aqui a corrupção a que me refiro é a corrupção dentro do sistema religioso, ou seja, aquele que leva uma pessoa a se corromper, perder o rumo de sua espiritualidade em troca de dinheiro e poder.

Embora seja algo muito visível dentro de todas as estruturas do sistema, é muito difícil dizer quem é corrupto e quem não é.

Preguiça de ler? Então ouça!

Se observarmos dentro de uma ótica relativista do lado de fora do sistema religioso, a situação não fica menos complicada.

Conheço alguns pastores que costumo falar bem deles e de suas obras, não creio que eles sejam corruptos. Eles exibem grandes conhecimentos dos assuntos teológicos e dentro do que eu chamo de “Ensinamentos do Pai”.

Mas claro, também mostram a sua ligação com o sistema e isto sim me assusta.

As pessoas, não podemos dizer que somos corruptos de natureza, mas temos a tendência de cair facilmente no erro devido a própria fragilidade da condição humana.

E sabemos, não apenas por uma observação pessoal de nós mesmos, mas de fato pelas palavras do Messias Jesus, que enfaticamente afirma “vocês que são maus…”, que esta é a natureza de nossos corações.

Uma pessoa, um pastor, nem todos chegam a esta posição simplesmente por ganância ou poder, mas muitos chegam a esta liderança porque sabem falar, expressar e principalmente porque acreditam realmente no que fazem.

Mas depois de uns três anos servindo como pastor, percebe-se como o sistema é e neste ponto iniciam as fragilidades.

Primeiro, se o pastor perceber as enganações do sistema e quiser sair, ele precisa entender que há complicações, ações, reações e efeitos. Um deles é admitir aos seus fiéis que estava errado. Poderá fazer isto?

Muitos preferem se manter aonde estão para evitar esta obrigação, é mais fácil manter a mentira que assumi-la, dizer-se enganado e por isto enganou.

Isso piora se este pastor tiver uma grande legião de fiéis. Pessoas que se sentem intimamente ligadas ao guia espiritual e emocional.

Quando olhamos uma pessoa especial ou depositamos nela o papel de salvador, de ligação com o Pai, as colocamos num pedestal e realmente a temos como um “deus”. Ao percebermos que ela é tão mortal, tão comum, sem poderem e no mesmo barco, de um deus ela passa a um demônio.

imageImagine se todos os fiéis de Edir repentinamente acordassem e percebessem que eles os engana, rouba e tira a suas esperanças. O que seria de Macedão?

Ele se tornaria o pior dos demônios para seus próprios seguidores.

Então ele fará de tudo para que isto não aconteça.

Não posso negar que não existam líderes espirituais, pessoas que ajudarão a guiar a outros em direção ao conhecimento, que levam as pessoas a despertarem, mas estas devem ser antes de tudo humildes o suficiente para admitirem que não são nada além de um pouco menos cegas.

Não deve ser uma pessoa que trás a si mesmo o poder ilusório do “Sou Ungido”. Não se devem desejar que as pessoas tenham esperanças nelas, ou quando algo resplandece de normalidade, as pessoas ficarão desiludidas.

Quando esperamos demais de alguém, que a colocamos num pedestal, a certeza de desilusão será cem por cento.

Mas se um “instrutor” espiritual deixar claro desde sempre que é tão igual quanto qualquer outro, que é cheio de pecados, de rancores, de amarguras, medos, de maldade também e que pode cair como qualquer outro. Que não faz nada além de ensinar a cada um encontrar o seu próprio caminho, este jamais gerará expectativas de salvador nem de um legislador em nome do Pai ou seu representante.

Sem expectativas não há decepção!

Então amigos, eu afirmo aqui, nem todos dentro do sistema são corruptos, mas quanto maior o tempo dentro do sistema, maior será as chances dele se corromper. Porque o sistema tentará de todas as formas fazer isto.

Não há inimigos externos, sempre o nosso maior inimigo será de dentro de nós.

Pare e pense, quem é o inimigo? Aquele que tenta ou o que sede a tentação? Porque ceder a tentação podemos fazer somente por nós.

Ninguém pode ceder a uma tentação por nós, assim como ninguém pode pagar uma promessa feita por outra pessoa.

Quem aceita a cair na tentação somos nós, porque somos fracos.

Se sabemos que podemos ter mais dinheiro e mais poder, porque nos esquivaríamos disto?

A única coisa que pode nos livrar de tal corrupção é integridade espiritual, conhecer a si mesmo e conhecer ao Pai. Conhecer a verdade e não apenas acreditar nela.

Conhecer é vivenciar, como já falei em inúmeros posts, conhecer com causa é a única e verdadeira forma de sermos íntegros por completo.

Não basta dizer que o sistema é corrupto, mas não ter este conhecimento.

Não basta dizer que Jesus salvou o seu espírito, sem que se entenda como.

Um pastor uma vez disse que “não adiantava eu ser um teólogo sem o Espirito Santo”, e eu lhe respondo que não adiantava ser nada, sem compreender o que era de fato o Espírito Santo. Ele não compreendia!

o Entendimento é o Espírito. Entender é experimentar,sentir e comprovar.

imageA Ruach Rakodesh, é o Sopro de entendimento do pai e é tão verdadeiro que se pode “palpar”. Ruach é a própria natureza Divina do Pai em nós.

Entender primeiro como o Pai se manifesta em nós e nós no Pai, é fundamental. Esta manifestação é verdadeira e única em cada um. E somente é possível a sua existência devido ao próprio Pai em nós, que é o Amor pelo próximo.

Postagens Relacionadas

One thought on “Todos do sistema são corruptos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *