Somente a bíblia salva!

imageÉ difícil compreender as escrituras partindo de uma leitura das traduções. Já citamos aqui em postagens anteriores sobre a forma como os textos foram traduzidos desde a septuaginta até as traduções podres que existem hoje em dia.

Porém preciso relembrar e salientar, que sábios rabinos judeus, desde as épocas remotas até os dias de hoje, são completamente contra traduções, eles costumam dizer que “as traduções estragam as mensagens, que seriam traições e não traduções.”

Preguiça de ler? Então ouça!

É fato que sou obrigado a concordar e não concordaria há alguns anos quando minha amente era mais fechada a este tipo de assunto.

Eu acreditava como a maioria, que o hebraico era uma língua pobre por ter poucos caracteres. Mas o engano está aí. Justamente aí.

O hebraico, não possui um alfabeto como o nosso, aonde cada letra possui um som e sempre terá o mesmo som (com poucas exceções).

Cada caractere hebraico possui um nome que o define, um peso numérico e um símbolo. Dependendo da ordem e força dos caracteres e de seu símbolo, uma palavra pode ter muitos significados.

image

Isto confundiu muitos dos tradutores e confunde até hoje. Uma boa parte das traduções errôneas nas escrituras se devem a isto.

Fora as partes que foram mudadas propositalmente.

Transformaram um verdadeiro tesouro em um livro literário e da forma como se encontra hoje não é difícil entender o porque tantas leituras literais de textos que não deveriam ser compreendido sem a beleza da filosofia.

Ora, este é um fator que geralmente cria muita discussão, pois para o sistema, partes que lhes são interessantes, são considerados de leitura literal e quando não lhes interessa, a leitura se torna simbólica e apenas ilustrativa.

Não devemos pensar assim.

Para uma compreensão das escrituras, não é necessário saber hebraico ou aramaico, basta usar do bom senso e seguir algumas regrinhas. Não na leitura, mas no bom senso!

As regras são simples e creio já terem sido citadas em outras postagens.

Primeiro e fundamental, devemos entender que a escritura foi escrita por diversos autores e cada um escreveu aquilo que presenciou e segundo seu ponto de vista.

Existem livros que foram escritos inclusive por mais de um autor.

Segundo, temos que levar em conta que, quando escrito, foi escrito em uma sociedade diferente da nossa, em épocas diferentes, com leis e obrigações diferenciadas.

  • Assim sendo precisamos antes de ler:
  • Quem escreveu e para quem escreveu;
  • Qual a intensão do autor, porque ele escreveu;
  • O que ele escreveu e como escreveu.

Ou seja, certas passagens das escrituras foram escritas para o povo judeu e tão somente ao povo judeu, eles eram o povo escolhido e não os “ingrejados”. Todo o resto do mundo é gentil segundo a Lei Mosaica. Segundo o Mandamento de Jesus Messias, todos são iguais.

Então, para ser considerado Filho de ELOHIN, do Pai celestial, o LOGOS, não podemos estar sob a Lei e sim sob a Graça.

Os “ingrejados” que me desculpem, mas se estão sob um teto de pedra de uma igreja também de pedra, estão vivendo sob os preceitos da Lei e não da Graça.

imageFalar que está na Graça não muda o fato que vive sob a Lei, já que seguem ritos e preceitos da Lei e o Messias é claro demais em dizer que não se serve a dois senhores. E acreditem, ele não se refere somente ao dinheiro.

Aliás, o dinheiro ou Mamon é o senhor das igrejas.

E aquele que vive pela Lei está vivendo sob a Maldição da Lei, pois nela, nenhum ser humano jamais poderá encontrar a verdadeira liberdade e ser salvo.

Assim está escrito e não sou eu que falo, mas a escritura.

E a LETRA MATA! Então viva segundo o Cristo, o Messias Jesus e não sob a LETRA!

Cristo é o Verbo, e sem o VERBO não somos nada!

Mas o Verbo não é a bíblia, porém na bíblia você encontra sobre o Verbo!

Fácil e simples assim.

Difícil é seguir os paços de Jesus, o Messias. Fácil é permanecer numa igreja que vai INEVITAVELMENTE mentir para você e te roubar. É só isso que eles querem, seu dinheiro. E pior, dinheiro que é entregue de olhos fechados e ainda é agradecido pelo roubo!

Leia e veja se minto!?

O pior para o sistema religioso é ter que ficar quieto sem abrir a boca para falar nada, porque ele sabe e muito bem que estas palavras são verdades e para não correrem o risco, não entram em discussão e muito menos debatem.

deixam os pobres coitados fanatizados pelo sistema debaterem e colocar a cara a tapa.

O sistema tem medo de ser descoberto pelos seus seguidores e evitam o máximo se expor.

Se você busca salvação, o que vai te salvar? Bíblia, igreja ou o sacrifício de Jesus o Messias?

A resposta é obvia e não pode ser outra.  O Sacrifício do Messias não é mesmo?

E se você assume que o Sacrifício é a resposta, então porque você vai numa igreja que ainda te promete a Salvação?

Pois se é o Sacrifício, então ele já foi feito e você já foi SALVO! Agora é a Fé nesta Salvação e as suas obras. Nada mais.

Não são liturgias, nem celebrações, muito menos cultos ou rituais religiosos que salvarão ninguém. São suas obras em relação aos menos favorecidos que você e necessitados.

É o enfermo, é a viúva que depende de apoio, nem que seja moral e espiritual, é aquele que está preso e aqui não me refiro a cadeia, pois estes receberam o que é devido pelo seus crimes, mas aqueles que estão presos no sistema, ou em dívidas justas e não as contraídas por desequilíbrio, são os órfãos e deficientes que precisam de ajuda, é sua família e é você mesmo!

Sim, você também, já que estamos no mesmo barco e não somos salvadores de ninguém, que este poder não nos é dado, fazer pelos necessitados também é fazer por nós.

Somos a Água, nos tornemos Vinho!

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *