Tolerância e Intolerância

imageMais um tema complicado de tratar quando o assunto envolve religião, a Intolerância.

Dentro do sistema religioso existe MUITA intolerância, em quase tudo. Se você não é da mesma denominação, o sistema te considera uma ameaça, um perdido, filho do cão, do mundo (esta é a que mais gosto kkkk)…

Preguiça de ler? Então ouça!

 

Isso é intolerância, porque o sistema ensina que para você ser salvo tem que ser da denominação certa. Mas qual é a certa?

NENHUMA!

É tudo vaso quebrado o qual se tentam derramar vinho novo. São rasgados falando de rotos e sujos acusando os mau-lavados. Tudo farinha do mesmo saco carunchado.

As maiores intolerâncias estão relacionadas ao divórcio e a homossexualidade.

O divórcio nos dias de hoje, não é nada mais que natural e deve ser encarado assim, pois o que é mais contaminante da alma que viver em uma união conturbada e instável?

Antigamente, a mulher que recebia o divórcio, vivia sob o preconceito. Ela não conseguia se sustentar, precisava esmolar ou se prostituir. A lei era justa, mas impraticável, por isso ela perde o valor com a vinda do Messias. Perde o valor porque ela recebe um Mandamento que seguido cumpre todos os preceitos da Lei e também os 10 Mandamentos.

Além de tudo, hoje as mulheres possuem oportunidades bem maiores, ainda não é o ideal, mas a igualdade está párea.

Então, para quê viver sob uma tensão gigantesca?

E a união gay? Existe preconceito e intolerância maior? Isso sem contar a sociedade em geral, mas apontando somente para o religioso.

A intolerância é tamanha que a sociedade homo afetiva se torna alvo até mesmo de crimes.

imageO sistema religioso costuma dizer, “eu amo, mas isso não pode existir!” Se ama mesmo, não se julga, não condena nem ameaça, mas vive em igualdade.

Eles não entendem que uma lei formada por uma sociedade dura, mas criada por homens e não pelo Pai, deve ser revista de acordo com sua época e hoje em dia é um absurdo sem tamanho julgar qualquer pessoa.

É diferente de pessoas que cometem crimes, estes estão fazendo mau e prejudicando a outros e a si mesmo.

Tratar a opção sexual de uma pessoa como se fosse uma doença é um crime. É preconceito e intolerância.

Esta escrito que nem uma folha cai de uma árvore sem o consentimento do Pai e que até os fios de cabelo de uma pessoa estão contados. E por isso tratar qualquer coisa no mundo que não seja permitido pelo Pai (as atrocidades, estas são de responsabilidade da pessoa, permitido porque o Pai nos deu o Livre Arbítrio que é a expressão do Amor, Amor sem liberdade não é Amor).

Nada pode existir sem que o Pai tenha conhecimento.

E uma pessoa que não pratica maldade nem iniquidade, esta não pode ser julgada pela sociedade nem pelo sistema. É loucura!

Aqui entra a questão que é muito séria e importante. A Bíblia é tão somente um livro de referencia e se deve tomar muito cuidado com tudo o que nela contém. Porque uma má interpretação (o que é comum), pode causar danos irreparáveis e a morte de muitos. A própria escritura adverte sobre isto:

O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. 2 Coríntios 3:6

Percebem? A escritura se justifica.

E o fato é o seguinte, todos até o sistema religioso concorda, mas este não segue e nem incentiva, mas a única coisa que temos que fazer é o que o Messias Jesus pediu e nada, NADA a mais.

Ele pediu que o sigamos, que praticamos conforme a verdade, a justiça e a fé. Que Amemos uns aos outros como ele nos Amou!

Se a gente for seguir o que Ele deixou para nós, não podemos seguir as Leis, pois a Lei permite até mesmo matar e com muita facilidade.

“Não matarás!” Está escrito.

Ele perdoou e não julgou, nem mesmo quando lhe entregaram uma mulher adultera para que ele a julgasse, mas qual foi sua orientação?

“Aquele que não tiver pecados que atire a primeira pedra!”

E o sistema segue esta orientação?

Se seguisse não teria existido nem mesmo a inquisição, nem mesmo o massacre provocado por Calvino. Sim, este era um assassino que agia em nome de um deus que não era o Pai e ainda hoje é venerado. Isso é histórico,pesquisem e vejam se estou mentindo!

imageMas ao invés de seguir a Jesus, o sistema e as pessoas preferem serem juízes. A estes a escritura diz: “De sua boca sai sua sentença!” “Na mesma medida que julgardes sereis julgados” Hummm… aqui já um monte de líderes religiosos já estão complicados. “Da forma como medires sereis medidos”.

A tua boca te condena, e não eu, e os teus lábios testificam contra ti. Jó 15:6

Ou seja amigos, muitos estão se condenando porque não prestam a atenção nas palavras do Salvador Jesus nos ensinamentos do Pai. Se julgando e se condenando pelas próprias palavras que lhes saem do coração.

A homossexualidade existe desde sempre e não somente entre outros povos. Observe Saul e os reis, todos tinham além de concubinas, rapazes que eram pajens de companhia. Procure pesquisar e descobrirá para que eles eram usados.

Porque tinham que ser formosos? Jovens e perfeitos?

Mas isso foge um pouco do contexto, mas o que quero reforçar é que a homossexualidade sempre existiu e se queremos seguir a Jesus, então porque não fazemos o que ele fez contra o homossexual? É simples e não estaremos cometendo crime algum:

NADA! Jesus não fez nada! Nem contra, nem a favor, nem nada!

Ele simplesmente Amou a todos, desde os criminosos até os santos. Perdoou a todos, até mesmo aos seus executores.

Se ele agiu assim, quem é você ou eu para julgar diferente? Quem somos para que coloquemos regras e classificações nas pessoas rotulando-as de acordo com nossas crenças?

Ao Sistema Religioso peço que se lembrem que até as prostitutas e os criminosos entrarão no Reino antes de vós!

Siga a Jesus, ao que ele pediu e não ao que o sistema diz e afirma ser verdade. O Sistema MENTE, CORROMPE, MATA e CONDENA! Não perca sua alma para a corrupção deste monstro que nada faz de bom. Que somente te afasta do conhecimento, da fé, da justiça e do Pai. Ame verdadeiramente, não somente da boca pra fora!

vcsabia01

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *